História

A "Iniciativa de Transparência nas Indústrias Extractivas" (EITI) foi lançado pela primeira vez em Setembro de 2002 pelo primeiro-ministro britânico Tony Blair na Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, em Joanesburgo , após anos de debate acadêmico, bem como  o lobby da sociedade civil e empresas, sobre a gestão das receitas do governo de indústrias extractivas. Em particular, a EITI é uma resposta a discussões públicas em torno da "Maldição dos Recursos" ou o "Paradoxo da Abundância". ONGs, como por Global Witness e "Publique o que Paga", bem como empresas como a BP pressionou o governo do Reino Unido para trabalhar no sentido de uma norma de transparência internacional.

A organização foi fundada em uma conferência em Londres, em 2003. Os 140 delegados do governo, empresas e sociedade civil concordaram em doze princípios para aumentar a transparência sobre pagamentos e receitas no sector extractivo. A fase piloto da EITI foi lançada na Nigéria, no Azerbaijão, Gana e República do Quirguizistão. A gestão da iniciativa continuou a estabelecer com o Reino Unido Departamento para o Desenvolvimento Internacional.

A segunda Conferência da EITI em 17 de Março de 2005, em Londres estabeleceu seis critérios com base nos princípios. São definidos os requisitos mínimos para a transparência na gestão dos recursos nos setores de petróleo, gás e mineração, que estabelece as bases para uma organização baseada em regras. Esta conferência também criou um grupo consultivo internacional (IAG), sob a presidência de Peter Eigen para orientar ainda mais o trabalho de como a EITI é para ser configurado e função. Mais países, empresas e organizações da sociedade civil juntaram à iniciativa. O Fundo Monetário Internacional e o Banco Mundial aprovou a EITI.

O relatório emitido em Junho de 2006 pelo grupo consultivo internacional recomendou o estabelecimento de um conselho de participação múltipla e um secretariado independente, e estes foram estabelecidos na terceira conferência da EITI, realizada em Oslo, Noruega, em 11 de Outubro de 2006. Oslo foi escolhido como o novo local para o secretariado.

Nos anos seguintes, o corpo descarnado ainda mais os critérios, transformando-os em um conjunto de 23 exigências, conhecidas como as Regras da EITI . Estes foram adotados como o Conselho da EITI foi renovado  em 2 de março de 2011, a quinta conferência em Paris, França. Clare Short foi nomeado como o novo presidente do conselho.

A EITI Padrão substituiu as regras da EITI, em 24 de Maio de 2013. O novo padrão contém novas exigências de divulgação.

Tradutor

Portuguese English French

PODCAST

TV EITI STP

Newsletter

Esteja atento às nossas atividades. Receba as informações na sua caixa de correio electrónico.

Contactos

Coloque-nos a sua questão. Envie-nos a sua sugestão. A sua opinião conta.

+239 222 75 70 / +239 9919293 

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Mantenha-se Ligado

Estamos presentes em várias Redes Sociais. Siga-nos e dê-nos o seu feedback.